Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2016

Dicas para mulheres que viajam sozinhas

Uma pesquisa divulgada pelo jornal britânico Daily Mail tem deixado as mulheres viajantes apreensivas. De acordo com a publicação, em uma lista composta pelos 10 países mais perigosos para mulheres que viajam sozinhas, o Brasil aparece em segundo lugar, atrás apenas da Índia (os demais são Turquia, Tailândia, Egito, Colômbia, África do Sul, Marrocos, México e Quênia). Para muitos, o fato de a Índia encabeçar a lista não é uma grande novidade, vide os vários alardes constantemente feitos pela mídia com relação à segurança da mulher e o crescente número de casos de estupro no país. No entanto, grande parte dos leitores brasileiros – e as mulheres, principalmente – se mostrou surpresa com o estudo, por trazer o Brasil como segundo colocado. Golden Temple, Amritsar, Índia. Templo sagrado da religião Sikh O que a pesquisa quer dizer? Devemos tirar a Índia dos planos e esquecer dos roteiros fantásticos pelo nosso querido Brasil, por exemplo? Não, não há motivo para pânic

A decisão de morar fora: Quando o mundo virou a minha casa

Você já sentiu aquela vontade de jogar tudo pro alto e realizar o sonho de morar fora, seja pra estudar, trabalhar, fazer um trabalho voluntário ou simplesmente tirar um período sabático? Acho que, ao menos uma vez na vida, todo mundo já teve essa vontade, mesmo que pequena e bem escondida. E eu sei, não é fácil abrir mão de tudo e se jogar nesse mundão, mas a imigração não é o fim do mundo e tampouco algo impossível. Taj Mahal, Indía É importante termos uma reserva de dinheiro para tomar a decisão de passar um tempo fora, mas não é preciso ser rico para que isso aconteça! Fazendo uma economia mensal, é possível guardar um dinheirinho para aquele tão sonhado curso no exterior, ou para o primeiro mês no novo país, no novo emprego, ou ainda para aquela volta ao mundo! A internet está recheada de exemplos de pessoas que foram além e, com muito pouco, realizaram esses e outros sonhos. E, atualmente, ficou muito mais fácil viajar para fora. O barateamento das passagens, o cre

Praga, República Tcheca: Era uma vez um rio chamado Vltalva

A primeira vez em que estive em Praga foi no verão de 2013, como parte da minha Eurotrip e da primeira viagem internacional da minha vida! Foram 10 países, e Praga era uma das cidades mais esperadas do roteiro! Chegamos ao hostel, largamos as malas e partimos para uma das atrações mais conhecidas, o Orloj , um relógio astronômico medieval localizado na Old Town Square . Minha primeira impressão? Um grupo tocando música celta no meio da praça, com roupas super diferentes, uma alegria diferente, e eu, sentada no chão, de shortinho, chinelo, bem à vontade naquele calor de 30 graus, me sentindo parte de um filme ambientado em outro milênio! A energia daquele momento me contaminou de tal forma que eu tinha certeza de que meus dias em Praga seriam inesquecíveis! E minha impressão inicial não me decepcionou! Não à toa, deixei a cidade naquele verão com a certeza de que um dia eu voltaria, de preferência durante o inverno, pra captar outra nuance da bela Praga… Verão de 2013 Deze